sexta-feira, 17 de julho de 2009

Entre Teatro e Beijos


E eu que achava que daria certo
Ao menos essa vez
Você me iludiu, machucou-me
Mesmo havendo dito que isso não faria
E que sim me amaria como eu merecia

Tudo passou, o amor passou
E o que me resta agora
É sentir sua falta

Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Que o que visava era o inteligente
Mas veja o que aconteceu entre a gente
Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Do que vale uma casca sem nada dentro?
Era o que você me dizia

E eu acreditava nas falsas promessas
Que você me fazia
Durante os ensaios de um espetáculo
Que participávamos
Ai! O tanto que eu te amava
Mas isso tudo não passou de uma ilusão

Você negou tudo o que aconteceu
Entre o teatro e os beijos
Um era trabalho e o outro distração

Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Que o que visava era o inteligente
Mas veja o que aconteceu entre a gente
Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Do que vale uma casca sem nada dentro?
Era o que você me dizia

Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Que o que visava era o inteligente
Mas veja o que aconteceu entre a gente
Você disse que com o belo
Você nunca se importaria
Do que vale uma casca sem nada dentro?
Era o que você me dizia

E me enganou
Nem se importou
Com o quanto te amar
Eu muito poderia

E me enganou
Nem se importou
Com o quanto te amar
Eu muito poderia


Raíssa Stèphanie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, vai... ._. O dedo não cai, não. xD