segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Pelo Menos




Já não bastam as desventuras
Vêm-me as falsas aventuras
E é assim que acabo
É assim que desabo

Esquecem-me e não
Se preocupam em lembrar
Por favor, alguém queira
Pelo menos um pouco se importar
Pelo menos um pouco me amar

Mera ilusão, mera divagação
Logo se percebe o esforço em vão
Quando a resposta traduz-se em um não
E os sonhos construídos se esvaem


Raíssa Stèphanie

Um comentário:

Comenta, vai... ._. O dedo não cai, não. xD