domingo, 25 de julho de 2010

Maldito Penar




Qual é a maldita importância

Que você dá para isso?

Você tem ideia de tudo
O que eu já passei?
Do tanto que eu já chorei?
Do quanto eu me importei?

Não queira dizer
Que não quer me machucar
Se tanto eu já me machuquei
Não queira dizer
Que não merece meu amor
De desculpas já cansei

Quanto tempo ainda tenho de esperar?
Quanto mais ainda tenho de chorar?
Custa tanto assim tentar?

Queria fazer parte ao menos

Um pouco da sua vida
Queria receber seu carinho
Ter tal felicidade merecida

Não me faça mais esperar
Dói demais este maldito penar


Raíssa Stèphanie

3 comentários:

  1. esperar e esperar, as ezes é preciso ','

    ResponderExcluir
  2. ;) O teu poema é belo, a sensação de angústia que tu passas nele é que me deixa abalada.
    Cuida-te minha cara amiga!

    ;***~

    ResponderExcluir

Comenta, vai... ._. O dedo não cai, não. xD