sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Descaso teu


Não se cansa de viver assim?
Não se cansa de cair?

Diz que nada tem a merecer
E não enxerga o porquê
Não se põe a se esforçar
E nada do que tem busca valorizar

Não reclamo só pelo meus calos
Mesmo tendo sido causados por você
Entristeço-me mais porque você
Tem por si mesmo tamanho descaso

Forço-me a não mais nisto insistir
Mas, por favor, tenha ao menos dó de si


Raíssas Stèphanie