terça-feira, 7 de setembro de 2010

Euforia Apenas



Então eu percebo que
Amor não era exatamente
O que eu sentia

E o que me restava
Era apenas mágoa
Que tanto me corroía

Amor aquilo não seria
Era apenas euforia
Paixão e euforia

E que em minha própria
Armadilha eu caía
Era apenas euforia

Foram duras as minhas penas
Mas vindas de euforia apenas


Raíssa Stèphanie

3 comentários:

  1. Lindo demais, Dondoca!
    às vezes a gente confunde sentimentos, é normal mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Sim, amada amiga, a euforia é passageira e não reluz, que neste momento tudo fique claro em tua visão.


    ;***~

    ResponderExcluir
  3. Concordo inteiramente com você. Seu poema é lindo!

    ResponderExcluir

Comenta, vai... ._. O dedo não cai, não. xD