quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Fim de espetáculo


O espetáculo acabou
O crítico desaprovou
A plateia não gostou
O palco desabou

Acabou meu amor pela arte
Importância que de mim fez parte
Acabo com estes pobres versos
Versos de disparates

É triste minha despedida
Mas deste rumo não tenho saída
Não avançarei mais nestes passos
Passos de eternos fracassos

O espetáculo acabou
Nada de mim restou
Acabou meu amor pela arte
Fim de um eterno desastre


Letra e Música:
Raíssa Stèphanie

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Sem exageros


Não te exigirei mais do que me dás

Nada de exageros em vão
Só quero teu carinho, tua paz
Adoçados de amor e paixão




Raíssa Stèphanie

Tão Estranho



Se for parar para pensar

É tão estranho esse nosso amar

Mas eu não preciso nem ressaltar
Que é a mais importante relação
Que eu já pude cultivar


Raíssa Stèphanie